Com base num histórico de 25 anos de experiência,

focamo-nos na geração de dinâmicas de inovação que permitem tornar mais ágeis e eficientes as organizações que atuam nos setores da logística e transportes:

Logística

Fordesi | Setores | logistica

O Sector da Logística é fortemente “desafiante” face à oportunidade de aplicação de soluções tecnológicas e processuais com grandes impactos expectáveis ao nível da eficiência operacional e da redução de custos, na medida em que, tipicamente, tem associados operações complexas, descentralizadas, multidevice e que mobilizam vários stakeholders.

A comercialização de soluções baseadas em tecnologias inovadoras terá como clientes potenciais: operadores logísticos, agentes, transportadores, integradores de transporte e plataformas logísticas, pretendendo um impacto comercial ao nível global.

A capacidade dos sistemas em criar redes de redes ou, respeitando a semântica mais comum, sistemas de sistemas, enfatiza uma abordagem absolutamente inovadora – “Conferir” inteligência e capacidade de comunicação a dispositivos, impulsionando a capacidade operacional e a eficiência de sistemas integrados, o aumento dos automatismos e da capacidade de monitorização.

Contudo, esta abordagem só é viável se existir um framework global que, conceptualmente, permita reduzir os custos de setup, tornando viável o seu aproveitamento e especialização subsectorial – Concretamente, a experiência da FORDESI evidencia que os custos de setup para a implementação do conceito IoT ao Sector da Logística podem representar uma barreira significativa. Com o estabelecimento do framework global, são criadas as condições de base para que este conceito seja implementado em vários domínios do Sector da Logística, minimizando os custos de Setup.

Transportes

Fordesi | Setores | logistica

Com a globalização, a liberalização dos fluxos financeiros e o desenvolvimento da complexidade das cadeias logísticas (onde se deve salientar os processos de deslocalização das unidades de produção para a Ásia e Leste da Europa) assistiu-se nos últimos a um crescimento muito significativo do tráfego de mercadorias. E devido a esse crescimento o transporte de mercadorias e passageiros enfrenta sérios desafios de sustentabilidade operacional e ambiental.

O incremento da complexidade das cadeias logísticas e do negócio dos prestadores de serviços logísticos e de transportes conduziu a uma realidade em que o transporte intermodal e a gestão de cadeias logísticas já não são possíveis sem sistemas eletrónicos de processamento de informação.

Neste cenário de novos segmentos emergentes de serviços logísticos e de transportes, em que os mercados estão ainda muito fragmentados, com atores de múltiplas origens e dimensões, verifica-se também uma dispersão e fragmentação dos sistemas existentes para a gestão, coordenação de cadeias logísticas e de transportes e também para a comercialização destes serviços.

Assim, é comum para uma mesma cadeia logística e/ou de transportes estarem envolvidos na gestão das operações e processo, sistemas como:

  • Bolsas de fretes / plataformas de comércio eletrónico de serviços
  • Sistemas de SCM
  • Sistemas de gestão de transportes
  • Sistemas proprietários de gestão porta-a-porta de grandes operadores
  • Port Community Systems
  • Sistemas de Gestão de Cadeias Logísticas
  • Sistemas de Gestão de plataformas logísticas
  • Sistemas de gestão portuários

O sector dos transportes é um espaço onde no futuro se irá desenvolver um novo mercado de soluções de transporte que poderá revolucionar a atual organização e forma de trabalhar neste sector, com vantagens para o sistema de transporte a nível de:

  • Eficiência do sistema de transporte;
  • Redução dos impactos ambientais, facilitando a utilização das soluções com menores emissões (Este pode e deve ser um critério de pesquisa);
  • Maior transparência da oferta.

Educação, Formação de Quadros e Gestão de Competências

Educação

O desenvolvimento sustentado de qualquer país está intimamente ligado à qualidade do Sistema de Ensino que, de forma integrada, deve contribuir para a formação de quadros diferenciados e com capacidade para alavancarem uma estratégia de diversificação da economia nacional.

Modelo de Suporte ao Ensino, incluindo a relação com entidades externas, é dinâmico e evolutivo apresentando elevados níveis de escalabilidade, o que permite integrar novas funcionalidades e domínios de formação de acordo com as necessidades das entidades competentes.

A FORDESI fornece ferramentas ao serviço da cadeia de valor da Educação que representam um elemento fortemente capacitante, na medida em que institui normas e procedimentos com elevado potencial de disseminação, onde a transição para paradigmas organizacionais cada vez mais integrados e ágeis, suportados por tecnologias inovadoras, potencia a capacitação dos RH para os novos desafios operacionais e de gestão.

O carácter evolutivo das soluções possibilitam a integração de novos componentes que correspondam às necessidades pertinentes de entidades e/ou projetos colaborantes com o sistema educativo, projetos organizados para convergir para num conjunto de objectivos essenciais, designadamente “ (i) aumentar o conhecimento e as competências dos professores, incrementando os índices de gestão das escolas nas áreas designadas do projecto e (ii) desenvolver um sistema de avaliação sistemática dos alunos”.

Quadros e competências

A temática da Gestão de Quadros tem assumido grande relevância no quadro das prioridades nacionais, na medida em que impacta, de forma objetiva, nas políticas de mobilidade de RH e na capacidade de gestão e afetação de recursos humanos numa base de otimização dos recursos disponíveis.

Cada vez mais as organizações (públicas e privadas) competem por parâmetros de eficiência superiores, pelo que uma gestão mais eficiente dos recursos humanos disponíveis é condição absolutamente essencial.

É essencial garantir um conhecimento pormenorizado e em tempo real sobre o perfil de RH e competências existentes, até para fomentar ações de cooperação / colaboração entre Instituições Públicas.

A FORDESI desenvolve trabalho no âmbito de sistemas de informação para a construção de modelos de Gestão de Quadros e Competências e potenciam:

  • Estabelecer Referenciais comuns para a Gestão de Quadros e Competências;
  • Diferenciar competências gerais e específicas;
  • Garantir Processos e Procedimentos de Recolha e Tratamento de Informação integrados e normalizados;
  • Maior capacidade de afetação de RH, em função do nível de competências real;
  • Maior capacidade para orientar políticas de formação e/ou reforço de competências;
  • Diferenciação / Afirmação das organizações com base nas reais competências existentes na instituição.
LOGÍSTICA

Logística

Fordesi | Setores | logistica

O Sector da Logística é fortemente “desafiante” face à oportunidade de aplicação de soluções tecnológicas e processuais com grandes impactos expectáveis ao nível da eficiência operacional e da redução de custos, na medida em que, tipicamente, tem associados operações complexas, descentralizadas, multidevice e que mobilizam vários stakeholders.

A comercialização de soluções baseadas em tecnologias inovadoras terá como clientes potenciais: operadores logísticos, agentes, transportadores, integradores de transporte e plataformas logísticas, pretendendo um impacto comercial ao nível global.

A capacidade dos sistemas em criar redes de redes ou, respeitando a semântica mais comum, sistemas de sistemas, enfatiza uma abordagem absolutamente inovadora – “Conferir” inteligência e capacidade de comunicação a dispositivos, impulsionando a capacidade operacional e a eficiência de sistemas integrados, o aumento dos automatismos e da capacidade de monitorização.

Contudo, esta abordagem só é viável se existir um framework global que, conceptualmente, permita reduzir os custos de setup, tornando viável o seu aproveitamento e especialização subsectorial – Concretamente, a experiência da FORDESI evidencia que os custos de setup para a implementação do conceito IoT ao Sector da Logística podem representar uma barreira significativa. Com o estabelecimento do framework global, são criadas as condições de base para que este conceito seja implementado em vários domínios do Sector da Logística, minimizando os custos de Setup.

TRANSPORTES

Transportes

Fordesi | Setores | logistica

Com a globalização, a liberalização dos fluxos financeiros e o desenvolvimento da complexidade das cadeias logísticas (onde se deve salientar os processos de deslocalização das unidades de produção para a Ásia e Leste da Europa) assistiu-se nos últimos a um crescimento muito significativo do tráfego de mercadorias. E devido a esse crescimento o transporte de mercadorias e passageiros enfrenta sérios desafios de sustentabilidade operacional e ambiental.

O incremento da complexidade das cadeias logísticas e do negócio dos prestadores de serviços logísticos e de transportes conduziu a uma realidade em que o transporte intermodal e a gestão de cadeias logísticas já não são possíveis sem sistemas eletrónicos de processamento de informação.

Neste cenário de novos segmentos emergentes de serviços logísticos e de transportes, em que os mercados estão ainda muito fragmentados, com atores de múltiplas origens e dimensões, verifica-se também uma dispersão e fragmentação dos sistemas existentes para a gestão, coordenação de cadeias logísticas e de transportes e também para a comercialização destes serviços.

Assim, é comum para uma mesma cadeia logística e/ou de transportes estarem envolvidos na gestão das operações e processo, sistemas como:

  • Bolsas de fretes / plataformas de comércio eletrónico de serviços
  • Sistemas de SCM
  • Sistemas de gestão de transportes
  • Sistemas proprietários de gestão porta-a-porta de grandes operadores
  • Port Community Systems
  • Sistemas de Gestão de Cadeias Logísticas
  • Sistemas de Gestão de plataformas logísticas
  • Sistemas de gestão portuários

O sector dos transportes é um espaço onde no futuro se irá desenvolver um novo mercado de soluções de transporte que poderá revolucionar a atual organização e forma de trabalhar neste sector, com vantagens para o sistema de transporte a nível de:

  • Eficiência do sistema de transporte;
  • Redução dos impactos ambientais, facilitando a utilização das soluções com menores emissões (Este pode e deve ser um critério de pesquisa);
  • Maior transparência da oferta.
EDUCAÇÃO - FORMAÇÃO

Educação, Formação de Quadros e Gestão de Competências

Educação

O desenvolvimento sustentado de qualquer país está intimamente ligado à qualidade do Sistema de Ensino que, de forma integrada, deve contribuir para a formação de quadros diferenciados e com capacidade para alavancarem uma estratégia de diversificação da economia nacional.

Modelo de Suporte ao Ensino, incluindo a relação com entidades externas, é dinâmico e evolutivo apresentando elevados níveis de escalabilidade, o que permite integrar novas funcionalidades e domínios de formação de acordo com as necessidades das entidades competentes.

A FORDESI fornece ferramentas ao serviço da cadeia de valor da Educação que representam um elemento fortemente capacitante, na medida em que institui normas e procedimentos com elevado potencial de disseminação, onde a transição para paradigmas organizacionais cada vez mais integrados e ágeis, suportados por tecnologias inovadoras, potencia a capacitação dos RH para os novos desafios operacionais e de gestão.

O carácter evolutivo das soluções possibilitam a integração de novos componentes que correspondam às necessidades pertinentes de entidades e/ou projetos colaborantes com o sistema educativo, projetos organizados para convergir para num conjunto de objectivos essenciais, designadamente “ (i) aumentar o conhecimento e as competências dos professores, incrementando os índices de gestão das escolas nas áreas designadas do projecto e (ii) desenvolver um sistema de avaliação sistemática dos alunos”.

Quadros e competências

A temática da Gestão de Quadros tem assumido grande relevância no quadro das prioridades nacionais, na medida em que impacta, de forma objetiva, nas políticas de mobilidade de RH e na capacidade de gestão e afetação de recursos humanos numa base de otimização dos recursos disponíveis.

Cada vez mais as organizações (públicas e privadas) competem por parâmetros de eficiência superiores, pelo que uma gestão mais eficiente dos recursos humanos disponíveis é condição absolutamente essencial.

É essencial garantir um conhecimento pormenorizado e em tempo real sobre o perfil de RH e competências existentes, até para fomentar ações de cooperação / colaboração entre Instituições Públicas.

A FORDESI desenvolve trabalho no âmbito de sistemas de informação para a construção de modelos de Gestão de Quadros e Competências e potenciam:

  • Estabelecer Referenciais comuns para a Gestão de Quadros e Competências;
  • Diferenciar competências gerais e específicas;
  • Garantir Processos e Procedimentos de Recolha e Tratamento de Informação integrados e normalizados;
  • Maior capacidade de afetação de RH, em função do nível de competências real;
  • Maior capacidade para orientar políticas de formação e/ou reforço de competências;
  • Diferenciação / Afirmação das organizações com base nas reais competências existentes na instituição.

PRECISA DE UMA SOLUÇÃO À MEDIDA?

Contacte-nos para podermos ajudá-lo a encontrar uma solução adequada.
Torne a sua organização mais ágil e eficiente!